Domingo, 22 de Setembro de 2019
informe o texto a ser procurado

Notícias | Geral

ex-Secretário de Fazenda morre de infarto fulminante neste domingo(18) aos 64 anos

Julio Bueno morreu em casa pela manhã e deixa dois filhos e três netos

18/08/2019 | 15:27 - Atualizada em 18/08/2019 | 15:53

g1/momentomt/Otavio Ventureli 0011914?MTE/DF

 
      Júlio Bueno, ex-secretário de Fazenda do Estado do Rio de Janeiro, morreu na manhã deste domingo (18) em casa, na capital fluminense. Ele foi vítima de um infarto fulminante. Bueno tinha 64 anos e deixa dois filhos e três netas.
 
      O corpo será velado a partir das 10h desta  segunda-feira (19) no Memorial do Carmo e será cremado a partir de 11h.
 
      Júlio foi secretário de governo de fevereiro de 2015 até julho de 2016, no governo de Luiz Fernando Pezão, quando foi substituído por Gustavo Barbosa, então presidente do RioPrevidência. Depois de deixar a pasta, ele assumiu como assessor especial do gabinete do governador do estado.
 
      Antes de ser secretário de Fazenda, ele também ocupou a pasta de Desenvolvimento Econômico durante a gestão de Sérgio Cabral. Ele ocupou o mesmo cargo também no governo do Espírito Santo.
 
      Júlio Bueno também foi presidente do Inmetro e da BR Distribuidora. Atualmente atuava como empresário e consultor.
 
       Fluminense
 
   O Fluminense era uma das paixões de Bueno.  Em 2010, ele concorreu à presidência do Fluminense. Perdeu a eleição para Peter Siemsen. Nos anos 90, chegou a ocupar o cargo de vice-presidente de marketing do clube. Seu filho, Diogo, foi vice de finanças do Flu no início da gestão de Pedro Abad e faz parte da política do clube.
 
Sitevip Internet