Sábado, 17 de Agosto de 2019
informe o texto a ser procurado

Notícias | Política

Gallo: 13º salário pode ser pago em até duas vezes neste ano

O secretário diz que Estado está trabalhando para que a folha de 13º salário seja pago em sua totalidade ainda este ano

14/08/2019 | 08:49

CÍNTIA BORGES DA REDAÇÃO

O secretário de Estado de Fazenda Rogério Gallo afirmou que o 13º salário dos servidores estaduais, referente ao ano de 2019, deve ser pago em sua totalidade ainda este ano. O Governo, no entanto, pode parcelar o vencimento em duas vezes.

“Nossa meta é conseguir pagar o 13º, seja ele todo em dezembro ou em duas parcelas, sendo uma agora em setembro ou outubro, para que a gente atenue esse impacto no mês de dezembro”, disse o secretário ao programa Resumo do Dia.

No ano passado, parte dos servidores que não receberam o 13º salário em 2018, tiveram o vencimento parcelado em três vezes. No início do ano, o governador Mauro Mendes (DEM) mudou a forma de pagamento do benefício.

Anteriormente, o mecanismo de pagamento era outro: os servidores recebiam no mês do seu aniversário. O democrata, então, transferiu o pagamento para dezembro deste ano.

De acordo com Gallo, a folha de pagamento dos servidores do mês de dezembro é de R$ 500 milhões. 

Caso opte por pagar em apenas uma parcelado 13º salário, o Governo irá aumentar a despesa em mais R$ 560 milhões, pois as empresas públicas também entram no montante. 

“A rigor, nós teríamos que ter em dezembro R$ 1,060 bilhão. Nosso planejamento é com provisionamento de recursos para que a gente chegue em dezembro com esses recursos em caixa para fazer esses pagamentos ao servidor”, afirmou.

O incremento de receita com o novo Fethab (Fundo Estadual de Transporte e Habitação) tem sido uma das esperanças do Governo.

“O Fethab tem se comportado bem e dado as receitas necessárias pro Estado, inclusive fortalecendo a Fonte 100. O respeito que o servidor teve inclusive à decisão do TCE em relação a Revisão Geral Anual (RGA)”. 

“Nós não fizemos crescer a folha. Se já estamos com dificuldade financeira com esse problema para honrar com o 13º, qualquer impacto que nós tivéssemos na folha prejudicaria. Esse respeito e essa consciência que tanto o Executivo quanto os servidores tiveram de aguardar o melhor momento para ter a RGA, que é o respeito agora também ao pagamento da dívida dolarizada”, disse Gallo.

 

 
 
Sitevip Internet