Sexta-feira, 23 de Agosto de 2019
informe o texto a ser procurado

Notícias | Polícia

"Batendo duro", operação na PCE deve durar 30 dias sem visita e mercadinho

13/08/2019 | 09:24

Bárbara Sá

A operação Agente Elisson Douglas, deflagrada dentro da Penitenciária Central do Estado (PCE) nesta segunda (12) para combater o crime organizado na cadeia deve durar 1 mês. A reportagem   apurou com uma fonte que serão 30 dias sem visitas de familiares aos presos, sem energia elétrica e o mercadinho ficará fechado.

“Eles ficarão trancados e banho de sol somente em cada quadrado por vez. O comércio dentro da unidade será suspenso”, disse a fonte. Um familiar relatou que presos estão sem comida e água.

A operação ganhou este nome após por quatro detentos, apontados como membros do Comando Vermelho, terem executado o agente Elison Douglas da Silva, de 37 anos, em Lucas do Rio Verde (a 380 km de Cuiabá) na noite de 30 de junho.  Ao menos 12 tiros de pistola .380 foram encontrados no local do crime.

Nesta manhã, em frente à PCE familiares protestam pedindo um posicionamento da Segurança Pública.

Em março de 2018, houve uma situação similar na PCE e como retaliação a amotinados foi feita a remoção de presos para outras unidades no interior de Mato Grosso no dia 24 do mesmo mês. 

Em investigações, a Polícia Civil identificou presos que ordenaram ataques ocorridos nas últimas semanas contra servidores do Sistema Penitenciário, após a realização de ações da Sejudh e Sesp no combate ao crime organizado, dentro e fora das unidades prisionais.
 
Sitevip Internet