Sábado, 17 de Agosto de 2019
informe o texto a ser procurado

Notícias | Agro

Conab: safra de grãos do País deve fechar ciclo 2018/2019 com 241,3 mi de toneladas

Segunda safra de milho continua sendo destaque, com alta de 35,6% na produção; algodão tem incremento de 34,2%

08/08/2019 | 13:56

canalrural/momentomt/Otavio Ventureli 0011914/MTE/DF

 
    A safra 2018/2019 de grãos deve fechar o ciclo com colheita de 241,3 milhões de toneladas, o que representa aumento de 6% comparado à safra anterior.
 
     Os dados foram publicados nesta quinta-feira, 8, pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) no 11º levantamento da safra. Segundo o órgão, a área plantada foi prevista em 63 milhões de hectares, com um aumento de 2% sobre o mesmo período.
 
     A soja sofreu uma redução de 3,5% na produção e atingiu 115,1 milhões de toneladas,  se consolidando como a segunda maior produção de soja na série histórica da Conab. As regiões Centro-Oeste e Sul representam mais de 78% dessa produção.
 
     Já a área plantada teve um aumento de 2,1%, atingindo 35,8 mil hectares.
 
     Milho
 
     A produção do milho primeira safra deve ficar em 26,2 milhões de toneladas, uma redução de 2,1% sobre a safra passada. A colheita encerrou-se na região Centro-Sul e segue ocorrendo nas regiões Norte e Nordeste. 
 
     Em relação à área plantada, os produtores diminuíram em 3,5% o total de terras semeada, atingindo 4,9 milhões de hectares, contra 5 milhões de hectares.
 
     Quanto ao milho segunda safra, o cereal terá uma produção recorde de 73,1 milhões de toneladas, 35,6% a mais em relação à safra de 2017/2018. Já a área plantada subiu 7,8%, com 12,4 milhões de hectares.
 
     Juntando as duas safras, a produção de milho total deve atingiu no ciclo 2018/2019 99,3 milhões de toneladas, alta de 23%, plantados em 17,3 milhões de hectares, incremento de 4,3%.
 
      Algodão

     O país deverá colher também 4 milhões de toneladas de algodão em caroço e 2,6 milhões de toneladas de pluma, 34,2% a mais do que na safra anterior. A área plantada subiu 37,1%, saindo de 1,1 milhão de hectares para 1,6 milhão de hectares.
 
     Feijão
 
     O feijão primeira safra, cuja colheita já foi encerrada, teve uma redução de 22,5% na produção e deve chegar a 996,4 mil toneladas. Isso foi causado principalmente pela diminuição de área e produtividade no Paraná, Minas Gerais e Bahia. 
 
     O feijão segunda safra, onde a colheita está em fase final, teve um clima favorável que contribuiu para uma produção de 1,3 milhão de toneladas, 7,2% acima da obtida no período anterior. 
 
     O feijão terceira safra também teve aumento de 20,5% e deve ter uma produção de 739,6 mil toneladas. O plantio foi finalizado em julho.
 
     Trigo e arroz
 
     Enquanto o trigo tem produção estimada em 5,4 milhões de toneladas, com queda de 0,1% em relação ao ciclo anterior, a produção de arroz deve ficar em 10,4 milhões de toneladas, um recuo de 13,6%. O estudo aponta como causa as reduções de área do cereal ocorridas nos principais estados produtores.
 
Sitevip Internet